ATUACIA é uma Companhia de Teatro, Palhaçaria e Produção Cultural sediada em Ribeirão Preto-SP, fundada em 2013 pelas atrizes/palhaças Adriana Scannavez e Cinthia Vendruscolo. A Cia estreia no mesmo ano com o espetáculo “Palhaça Sola, contemplado em 2018 com os prêmios ProAC e FUNARTE para circulação em território estadual e nacional.

O mergulho no universo da palhaçaria fomentou a elaboração da oficina “Dramaturgia de Palhace” para intercambiar saberes e difundir a arte do/da palhaça, e suscitou o desenvolvimento do projeto “Cenas velhas e empoeiradas para se tirar da gaveta, fruto da experimentação de reprises do circo tradicional, com circulação por mais de 20 unidades da Fundação Casa entre os anos de 2017 e 2019.

Em parceria com a Cia Cornucópia de Teatro, ATUACIA edifica o espetáculo "Um Golinho Só", premiado no Edital Viagem Teatral SESI 2018 de produções inéditas e, desde 2018, integra junto à Associação Engenho Cultural o “Colhendo Memórias, projeto viabilizado através de ProAC ICMS, assumindo a produção do mesmo a partir de 2020.

As parcerias estabelecidas fortalecem o braço de Produção Cultural da Cia e permitem o desdobramento de mais este segmento de atuação que se desenvolve concomitante aos trabalhos artísticos d’ATUACIA.

PREMIAÇÕES

  • EDITAL ProAC 2018 Prêmio n° 02 – "Circulação de espetáculo de Teatro" | Espetáculo “Palhaça Sola”

  • EDITAL FUNARTE 2018 – "Circulação de espetáculos circenses" | Espetáculo “Palhaça Sola”

  • EDITAL Viagem Teatral SESI 2018 – "Produções Inéditas" | Espetáculo “Um Golinho Só” – Parceria com a Cia Cornucópia

CINTHIA VENDRUSCOLO

É palhaça desde 2008, fez escola de circo – curso de Telas y Corda com Antonia Ruíz e curso de Payaso com Alba Sarraute – no Centro de las Artes del Circo Rogelio Rivel em Barcelona-Espanha; graduou-se em Teatro pelo Centro Universitário Barão de Mauá com montagem da peça “Voyzecky” de Maurice Maeterlinck dirigido por Carlos Canhameiro e “Os Cegos” de Georg Büchner dirigido por Míriam Fontana.

Em Presidente Prudente-SP formou-se em educação física pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” e publicou o artigo “O Circo na escola: entre o sublime e o grotesco” (Revista Motriz); e trabalhou com os grupos de circo e teatro de rua “Rosa dos Ventos” e “Os Mamatchas” (este, com Prêmio Ademar Guerra 2009 e ProAC categoria circo 2009).

 

Em Ribeirão Preto trabalhou com o grupo de circo e teatro “Os Profiçççionais” (Prêmio Ademar Guerra 2010); participou do projeto “Em Busca do Riso Perdido” como Drª Palhaça nos hospitais de Ribeirão Preto coordenado pela Cia Expresso Riso; estagiou no Teatro do SESI; e desde 2012 integra a Cia Cornucópia de Teatro, dirigida por Dino Bernardi, integrando

 

ADRIANA SCANNAVEZ

Cursou Artes Cênicas pelo Centro Universitário Barão de Mauá (Ribeirão Preto-SP) e desde 2008 integra a Cia Cornucópia de Teatro, dirigida por Dino Bernardi, atuando como atriz, bonequeira, assistente de direção e produtora.

 

Como aperfeiçoamento profissional cursou Produção Cultural pelo Instituto de Desenvolvimento Artístico de São Paulo e Itaú Cultural. Neste segmento, foi programadora da 12ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto (2012); atuou como atriz e produziu os espetáculos “A Bruxa Malabé” (2014-2017), “João bobão e a princesa espinhuda” (2014-2015), “Otelo” (2014-2016), “Eu me sinto assim, assim, desse jeito” (performance 2016) e “A professora, a bicicleta e o Vento-do-não-saber” (contação de história online 2020) da Cia Cornucópia de Teatro; integrou a produção de figuração do longa-metragem “Divórcio” (2017), direção de Pedro Amorim; em parceria com a Goal Projetos e APEC produziu os espetáculos do projeto “Bom de Nota Bom de Dança” nos municípios paulistas de Descalvado, Ribeirão Preto, Batatais, Serrana, Mococa e Lins (2017 e 2018); e atualmente produz o espetáculo “Contos pro reino vegetal” da Uirá Mirim Arte e Natureza (ProAC LAB 2021) e “O Nariz” do Grupo Fora do sériO (ProAC LAB 2021).

 
Ribeirão Preto | SP